Casa Vila Matilde
São Paulo SP - 2011 | 2015

PREMIADO | X Bienal Iberoamericana de Arquitectura y Urbanismo 2016
PREMIADO | Archdaily BUILDING OF THE YEAR 2016





Em 2011, um rapaz nos sondou sobre a possibilidade de projetar uma casa para sua mãe, pessoa de poucas posses, que morava em uma casa com sérios problemas de estrutura e salubridade.



Dona Dalva há décadas mora na Vila Matilde. Próximos vivem primos, tios, irmãos e amigos. A primeira opção era vender a casa, valor que somado a uma vida de economias daria para comprar um pequeno apartamento, mais afastado e, provavelmente, sem elevador, situação complicada para seus setenta e poucos anos.

Em pouco tempo aclarou-se o óbvio, resistir ao deslocamento, ao isolamento. Não mudar. Levantada a bandeira, cabia a nós e a uma rede de colaboradores mantê-la de pé. Sabíamos que uma vez iniciado o movimento, não haveria volta, tinha que dar certo até o fim.
Tanto os projetos quanto a obra deveriam se adequar aos restritos recursos financeiros da família.

No início de 2014 a casa dava nítidos sinais de afecção e começou a ruir. Dona Dalva foi morar de aluguel na casa de um parente próximo.
A casa nova precisava ser construída o mais rápido possível, caso contrário o aluguel consumiria os seus recursos por completo.
Utilizamos nossas recentes experiências com estrutura e blocos aparentes, para viabilizar uma obra de baixo custo, com maior controle e agilidade.

O maior desafio foi a fase inicial da obra. Foram quatro meses demolindo cuidadosamente a casa antiga, ao mesmo tempo em que se executavam as fundações e arrimos que escoravam as casas vizinhas, apoiadas em seus muros de divisa. Seis meses depois de se iniciar a execução das alvenarias a casa pôde ser concluída.

A casa está implantada em um lote com 4,8 metros de largura por 25m de profundidade. O programa dispõe uma casa térrea, com sala, lavabo, cozinha, área de serviço e suíte no térreo a fim de atender a demanda da moradora.

Uma articulação entre lavabo, cozinha, área de serviço e um jardim interno conectam a sala, localizada na parte frontal, e os quartos localizados na parte posterior.
Na área central da casa, o pátio cumpre a função essencial de iluminar e a ventilar. Esta área, serve também como extensões da cozinha e da área de serviço.

No pavimento superior uma suíte foi projetada para receber visitas, totalizando uma área de 95m².
A área sobre a laje da sala foi apropriada como horta, e poderá ser coberta, ampliando o programa da casa a fim de atender a futuras demandas.

Uma solução simples, resultado de um processo longo, complexo e gratificante.



In 2011, a young man reached out to us about the possibility of designing a house for his mother, a person of few belongings, who lived in a house with severe structural and sanitary problems.

Ms. Dalva has lived for decades in Vila Matilde, an outlying neighbourhood in São Paulo, Brazil. Close to her are cousins, uncles, brothers and friends. The first option would be to sell the house, and with her lifetime savings acquire a small apartment, even further away and most likely without access to an elevator. A troublesome situation, considering her advanced age.

Before long, it was glaringly obvious to resist displacement and isolation. To not move away. With this in mind, it was up to us and a network of collaborators to make it work. Once the process commenced, there was no going back and everything had to work until the end. The project's design and construction work had to be suitable to the family's constrained finances.

In early 2014, the house showed clear signs of deterioration and began to collapse. Ms. Dalva went on to live on rent at a relative's house. The new house had to be built as fast as possible, else her expenses would completely consume all savings. 

We used our recent experiences in exposed, structural wall blocks to erect a low-cost building, with great control and agility.

The biggest challenge appeared at the first stage of construction. Careful demolition of the old house took four months, at the same time that we executed the foundation and reinforced retaining walls which supported neighbouring buildings. The house was completed six months after masonry work was set forth.

The house is laid out in a 4.8m by 25m urban lot. On the ground floor, it features a living room, lavatory, kitchen, laundry and suite, to attend the needs of the homeowner. An articulation between lavatory, kitchen, laundry and an inner courtyard connects the living room at the front to the bedroom in the back. At the center, the green courtyard provides for light and ventilation. This area also serves as an extensions of the kitchen and laundry. The second floor accommodates a guest room, rendering a total area of 95m2. A vegetable garden grows on top of the living room's concrete slab ceiling, and can be covered later to accommodate future demands of the family.

A simple solution, result of a long, complex and gratifying process.










































CRÉDITOS

Arquitetura
Terra e Tuma Arquitetos
Danilo Terra, Pedro Tuma e Fernanda Sakano
Bruna Hashimoto, Giulia Sofia Galante, Jéssica Zanini, Lucas Miilher, Zeno Muica


Paisagismo
Gabriella Ornaghi Arquitetura da Paisagem

Estrutura
Megalos Engenharia

Construção
Valdionor Andrade de Carvalho e equipe

Fotografias
Pedro Kok

Voltar